.

.

.

.
RSS

Paciência!

(Foto: Alexandre Loureiro/Site LanceNet)
Oswaldo de Oliveira: "Tem que ter paciência com o Seedorf!"
Não, não caro Oswaldo! O Seedorf e a torcida do Botafogo é que devem ter paciência com o senhor. O cara chegou recentemente, veio para jogar!! Já quis treinar no primeiro dia, tem um currículo invejável, uma dedicação fora do comum nos treinos e um profissionalismo exemplar dentro e fora de campo. E o senhor vem à imprensa para pedir que tenham paciência?! Não professor!

Botafogo e Vasco fizeram um bom primeiro tempo ontem. O Vasco com o seu time sempre arrumadinho, revezando com Juninho Pernambucano titular e Felipe no banco, Carlos Alberto voltando a atuar de forma mais presente em campo. Diego Souza vai fazer falta, mas ainda dá pra quebrar um galho com os dois maestros do time.

Bola na trave, defesas difíceis, chutes rente à trave... Um bom jogo. Levando em consideração que os últimos clássicos cariocas deixaram muito a desejar, esse último Vasco e Botafogo foi regular.

(Foto: Bruno de Lima/Site LanceNet)
A badalação da chegada de Seedorf aos poucos vai acabando. O cara não é Garrincha e nem Pelé. Joga muita bola, é inteligente, tem visão de jogo, passes quase impecáveis. Mas futebol é coletivo. Nesse atual esquema do Botafogo, nem Seedorf, nem Elkeson, nem Andrezinho podem fazer alguma coisa. Enquanto no Vasco, mesmo sem Diego Souza e Fagner, os jogadores sabem qual o posicionamento de cada um, sabem que terão cobertura na marcação, sabem que o esquema tático é básico, mas é eficiente. Já no Botafogo, ninguém sabe onde começa a marcação, onde o atacante (?) estará posicionado, tem um bando de meias correndo aleatoriamente pelo meio campo, mas a bola não chega lá na frente, não chega redonda para a finalização. E quando chega lá atrás, a defesa toma sufoco, qualquer ataque é perigoso, qualquer investida consegue derrubar a frágil marcação botafoguense.


(Foto: Alexandre Loureiro/Site LanceNet)

Futebol é básico, quem sabe jogar bola faz a diferença. Vejamos Juninho Pernambucano sentado ou deitado na área botafoguense, teve raça e deu assistência para o gol. Aos 41 minutos do segundo tempo. Com 37 anos. Não precisa dizer mais nada. A paciência não é com o holandês.

No clássico de ontem, ganhou o time que joga simples, com paciência.

Vasco da Gama, no 4-4-2 "basiquinho"    1x0    Botafogo, no nipônico inventivo 4-2-3-1 (ou melhor, 4-6-0)

  • Digg
  • Del.icio.us
  • StumbleUpon
  • Reddit
  • RSS

4 Comentários:

Felipe Portilho disse...

Sintetizou legal o jogo e a situação do Botafogo.

Paulo Victor Malta disse...

Obrigado Felipe, comentários são sempre bem vindos!

Henrique Filho disse...

O que foi que eu disse ontem?
hueahuaeuheuheauh

Paulo Victor Malta disse...

Enquanto não mudar esse esquema, vai continuar assim. Botafogo só tá reforçado no meio e no gol, só isso.

Postar um comentário

Xingamentos ou qualquer outras coisas do gênero serão excluídos.